fbpx

Poesia

  • Amor-arbítrio
    eu te amo tanto que recorro aqui à pausa dramática. pra que me queiras bem...
  • Pusilânime
    o drama dos meus versosestes prantos devoradostendo os restos esquecidosno caminho dos lobosa potência destes...
  • Carmim
    tantas vezes passei vontadessuportei teu flerte mudando o jogocolorindo sardas desinibidasnum rosto rubro incandescentejuntando-se à...