fbpx

Luares

eyes-586849_960_720

e toda a luz que eu via neles
havia toda a luz e de tanta
a cegar o meu juízo
e entortar a minha fala
de entorpecer da luz que via
que só eu via, que havia neles

27 Comentários
  • Responder
    15 de junho de 2016, 23:22

    Esse é olhar da alma, aquele que emudece, quando cala, e que grita quando fala.
    Achei lindo! 🙂

    • Responder
      15 de junho de 2016, 23:46

      E ainda me ajudou a deixar mais bonito! Grato grande amigo!

  • Responder
    16 de junho de 2016, 07:56

    LINDO POEMA É DO OLHAR QUE NASCE TODOS OS NOSSOS LIMITES E OLHA QUE COM ELE VAMOS LONGE PARABÉNS LINDO UM ABRAÇO

    • Responder
      16 de junho de 2016, 13:13

      Até ficarmos de pernas bambas rsrsrs. Agradeço a singeleza da leitura e a apreciação caríssimo amigo. Abraço!

  • Responder
    16 de junho de 2016, 10:32

    Uiii!!! o que dizer diante deste olhar?

    • Responder
      16 de junho de 2016, 13:12

      Diz tanto né? Tudo, num olhar…que bom que gostou. Bjs

  • Responder
    16 de junho de 2016, 12:51

    “Lutam melhor aqueles que têm sonhos belos. Somente aqueles que contemplam a beleza são capazes de endurecer sem nunca perder a ternura. Guerreiros ternos. Guerreiros que leem poesias. Guerreiros que brincam como criança”. Rubem Alves
    “Quem experimenta a beleza está em comunhão com o sagrado”. Rubem Alves
    Privilégio da contemplação do reflexo da alma! <3 Bjs Bjs

  • Responder
    17 de junho de 2016, 16:44

    Que lindo!

  • Responder
    20 de junho de 2016, 12:56

    Maravilhoso, bem como todos teus escritos. Cláudio tens razão, esse é o olhar da alma! Felizes os que o encontram. =)
    Beijos! :*

    • Responder
      20 de junho de 2016, 13:39

      Gratidão por isso viu? Que bom que gostou assim e ainda ter feito essa leitura cheia de generosidade…bjão 🙂

  • Responder
    21 de junho de 2016, 12:11

    lindo!!

  • Responder
    22 de junho de 2016, 20:27

    Muito bom !

  • Responder
    4 de julho de 2016, 00:19

    Maravilhoso !!

  • Responder
    11 de julho de 2016, 14:36

    Olá!! Estou amando ler os seus textos. Você escreve muito bem! Você tem vontade de publicar as poesias? Ou você já publicou? (é a minha primeira vez aqui, não sei se você já falou sobre isso!) Beijos!

    • Responder
      12 de julho de 2016, 15:16

      Honrado com sua presença aqui Mariana, e de maneira tão especial… Bem, tenho um livro autoral ( poesia ), lanço um de crônicas agora em 13 de agosto ( com recursos próprios, haja vista a tão particular dificuldade de conseguir apoiador cultural ) e tenho outros dois livros engavetados a 1 ano e meio, pela mesma razão. Você é editora? Agradeço cada palavra da sua generosidade em relação a minha poesia viu? Envaidecido de todo aqui…Beijos!

      • Responder
        12 de julho de 2016, 16:01

        Que legal! Eu sou só uma jornalista que ama ler bons livros e textos. Fiz a pergunta porque você escreve bem e os textos merecem virar livro. Beijos!

        https://marianasalesblog.wordpress.com/

        • Responder
          12 de julho de 2016, 19:39

          Se você gosta de boa leitura, aposto que deve estar bem longe de ser “só uma jornalista” rsrsrs. Saber que gostas assim dos meu textos Mariana; fico feliz pacas sabes? Não desista de mim combinado? Que a onda da felicidade seja uma constante…bjs

  • Responder
    12 de julho de 2016, 10:35

    “Em meio a um cristal de ecos
    O poeta vai pela rua
    Seus olhos verdes de éter
    Abrem cavernas na lua.
    A lua volta de flanco…”

    O poeta e a Lua[res], VM.

    Belo Hang. Muito mesmo.

    • Responder
      12 de julho de 2016, 19:43

      Linda Ana de tudo, pernas bambas aqui, pela delicadeza tua, que me soou assim como a um “cristal de ecos”…Mil beijos, mais até. ..

  • Responder
    20 de julho de 2016, 11:57

    Republicou isso em Pano de guardar meus confetese comentado:
    Depois a lua adormece
    E míngua e se apazigua…

    Vinicius, O Poeta e a Lua

Deixe uma resposta para Sabrina Munhoz Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: