fbpx

Trechos da minha impaciência – parte V

egg-1375234_960_720

Trata-se de uma “peça”, teatralizaram tudo e sempre me pegam de calças curtas. Voltei no tempo em que dividia um ovo frito com meu meio-irmão , não feito Loki e Thor, não, ele é meu irmão inteiro, meu irmão e dividíamos um ovo frito ao meio, meio ovo de um ovo inteiro. Também dividíamos o docinho de abóbora – que me era do direito, depois da venda dos picolés. A maior parte da renda da venda dos “gelados”, era para a farinha o arroz, o feijão e claro, meia dúzia de ovos pra dividirmos ao meio […]. Naquele tempo eu curtia uma balinha – balinha mesmo – chamada Soft, que tinha como principal característica e estratégia da engenharia, o fato de ser  circular e vazada no meio, bem no meio, para, penso eu, dificultar a permanência dela sobre a língua e era assim: no primeiro descuido “zupt”! Ela descia desesperadamente goela abaixo. Com um pouquinho de “sorte”, eu tiha a companhia de alguns amigos por perto nessa hora, torcedores do “engasgo”…aí, era galhardia! Ecoávamos a rua!
Hoje, percebo que trata-se de uma peça. O gosto disso é bem mais estranho que o Soft da bala zupt, ops, o zupt da bala Soft e ainda, bem mais solitário, o gosto destes sapos que engulo neta peça… zupt!

14 Comentários
  • Responder
    13 de junho de 2016, 22:07

    Bala Soft… zupt! Quem nunca?! Rsrsrs

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:12

      Quem? Quem? Você também? Hahahaha
      aBrAçÃo!!! Zupt!

      • Responder
        14 de junho de 2016, 14:18

        Oh yesssssss! Me bateu saudosismo agora….hahaha

  • Responder
    13 de junho de 2016, 23:49

    adorei

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:11

      Que bom que gostou assim Ana Clara! Teve gente aqui que ficou com fome depois de “ver” o ovo frito hahaha…bjooo

  • Responder
    14 de junho de 2016, 00:28

    Mas não se engane o buraquinho da bala se deu tempos depois dela levar vários amiguinhos inocentes em um engasgo sem tempo de acudir. Balinha danada essa e mais ainda de se engolir, mas me fale da peça, e vamos para outra melhor fiquemos com pirulito Zorro esse durava mais e ainda havia o super herói, rsss. Adoro ovo, me deu fome agora, sua culpa viu. 😉

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:10

      Excelente! Eita! Sempre que menciono o pirulito Zorro, ninguém lembra, acreditas??? Vou mostrar tua resposta pra uma galera pra que confirme a existência ( ainda que tenha sumido do mapa ). Hahahaha. Valeu “môquirido”!

  • Responder
    14 de junho de 2016, 05:22

    Cara! Olhando esse ovo bateu uma vontade de comer um 😀

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:07

      Parece apetitoso né? Hummmm hahaha…bjbj

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:57

      Somos dois então Valéria, teremos que dividir não esqueça. <3 😉

  • Responder
    14 de junho de 2016, 11:09

    eu gosto mesmo dos seus textos! sempre me remete a alguma velha canção! bjbjbj

    http://divinamaravilhosa.com

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:06

      Coisa BEM BOA saber disso querida amiga, cantemos juntos então! Bjbjbj

  • Responder
    14 de junho de 2016, 13:47

    Seu post me deixou nostálgica, seja pelas vezes em que quase morri com essa bala, seja pelo doce de abóbora, que era em formato de coração.

    • Responder
      14 de junho de 2016, 14:05

      Issooo!!! HAHAHA Bom demais partilhar dessas histórias Barbara! 😉

Deixe uma resposta para KAMBAMI Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: